Sonhos de Bárbara Delinsky

Faz muito tempo que comecei a ler esse livro, mas não demorei tanto por conta da história que na verdade são três.  Demorei por que esquecia de ler , algo que gosto tanto de fazer mas não fiz. Estranha essa mania de não fazer o que gostamos😜.  O livro é muito interessante, com 3 casais principais e o personagem principal é a  mansão que passava por reformas enquanto os romances surgiam. A última história foi a minha favorita...até chorei😢.

BIENAL 2016

Ainda não pesquisei muito sobre a bienal desse ano. Depois de tantas vezes ir na bienal, parece que a próxima não será melhor que a anterior... mas isso não é verdade. Eu gosto de ler, de ver o livro, de abrir, de cheirar, de acariciar a capa... enfim, ir na bienal mais uma vez não será igual as outras.

A revolução do voluntariado

a revolução do voluntariado
Livro lido por sugestão da igreja que frequento e gosto de participar como voluntária.  Resumindo o que li, entendo que a igreja pode fazer muito pela comunidade se aprender a contar com as pessoas, se aprender a entender que um empregado da igreja pode contar com colaboradores voluntários e a exigir desses um bom serviço.  Eu já trabalhei em escolas, em escritórios, e em comércios, e cada ambiente tem suas características. Trabalhar na igreja, como voluntário,  exige um tempo e disposição que nesse livro pude aprender, também compreendi que todos, desde os atendentes até o pastor devem aceitar o voluntário como um participante ativo na igreja, que é capaz de ajudar, receber e cumprir qualquer tarefa. Pessoas que trabalham em qualquer lugar como voluntária, esperam receber algo em troca... gostamos de ver que estamos fazendo algo real, e sentimos que é real quando simplesmente alguém agradece.

TROCA LIVROS 2016

Feira de troca de livros e gibis 2016

Feira de Troca de Livros e Gibis 2016

Parque Buenos Aires
Avenida Angélica, 
Dia 13 de março

Parque Lydia Natalízio Diogo
 
Vila Prudente 
Ao lado do Bosque da Leitura
Dia 24 de abril

Parque do Piqueri

Tatuapé 
Ao lado do Ponto de Leitura Piqueri
Dia 15 de maio 

Mirante Nove de Julho – A confirmar

Bela Vista 
Ao lado do Isso é Café
Dia 19 de junho – Sujeito a alteração

Parque da Aclimação

Aclimação 
Dia 17 de julho

Parque do Carmo

Itaquera 
Dia 21 de agosto

Parque da Independência

Ipiranga 
Dia 18 de setembro

Museu da Imigração

Mooca 
Dia 9 de outubro

Festival do Livro e da Literatura de São Miguel Paulista

São Miguel Paulista

Dias 10 e 11 de novembro - sujeito a alteração

Parque Ibirapuera

Próximo ao Viveiro Manequinho Lopes, ao lado do Bosque da Leitura do Ibirapuera
Dia 27 de novembro

OS DANTE - DAY LECLAIRE


Gostei desses livros pois é a história de quatro irmãos homens que quando encontram a mulher que tem personalidade ímpar, sentem todos os mesmos anseios, medos e desesperos. As mãos coçam, a memória falha, e tudo o que pensam é dar o máximo de amor para suas amadas. No livro 1, a história é do irmão mais velho, não aparece os outros irmãs. Quando chega na quarta história, já tem todos os irmãos e o relacionamento deles aumenta, eles se ajudam e a família cresce. Muito legal. A autora escreveu essas histórias com carinho. Recomendo.

DONA TITILIA DE CASTRO CANTO E MELO

Terminei de ler esse livro e já na livraria para comprar o primeiro, ou acho que era o segundo TITÍLIA E O DEMONÃO. Ai, veio a confusão. É DOMITILIA OU DOMITILA? Pesquisei nas lojas como DOMITILIA. Como pode? eu leio um livro inteiro, pensando que é um nome, mas é outro. Mas logo no começo desse livro, o autor e brilhante escritor explica que DOMITILA DE CASTRO CANTO E MELO, teve o seu nome de batismo como  DOMETILIA. Ai a confusão fez um laço nó... Mas gosto de chamá-la de DONA TITILIA. Ótimo livro, bom escritor, perfeita história. Nunca tinha lido uma biografia. Muito legal mesmo ler biografia. Conta uma história, tem personagens diversos, e também tem início meio e fim. Os primeiros acontecimentos e marcantes mudanças da minha cidade, SÃO PAULO. Onde eu trabalho hoje, fica pertinho do SOLAR DA MARQUESA DE SANTOS. Na hora do almoço, já fui diversas vezes nele e é  interessante ir em museus diversas vezes, pois parece que a cada dia que você vai, descobre algo novo. Por mais incrível que pareça, museus mudam o nosso modo de pensar e ver a cidade. Também é perto de onde D PEDRO I chegou em SÃO PAULO durante o período de declaração da independência. Imagino ele chegando, no seu cavalo todos os dias quando hoje os ônibus passam para entrar na SÉ.  Vou ler o outro livro desse autor e depois penso na música...
Achei a música... é ALTA NOITE de MARISA MONTE. Em 23/05/2014. Gostei.

NO RITMO DA PAIXÃO

Resumo do livro: Ela conseguia lidar com todas as complicações e contrariedades da Vida.
Menos com o amor.Aos trinta e três anos, viciada em café e em seu trabalho numa pequena editora da Flórida, Cassie Hayes já se conformou com sua incapacidade de se comprometer em um relacionamento. Ela se limita a praticar sexo por telefone com Michael Pearton, um escritor de Londres a quem ela não conhece pessoalmente.Ao ser escalada pelo chefe para passar um mês na residência de um escritor famoso, veterano da guerra do Vietnã, para ajudá-lo com o original de um livro, Cassie reconhece os fantasmas da dor e da solidão que rondam a casa dele. Ela o ajuda a conquistar o coração de sua criada mexicana e, nesse processo, também se humaniza... a ponto de pôr em prática sua indesejável atração por um repórter desonesto e, depois, embarcar com destino a Londres para o encontro decisivo com Michael. Uma grande surpresa, porém, a espera, e Cassie terá de usar novamente toda a força do sentimento para tentar ser feliz.

Meus pensamentos e palavras sobre esse livro: história carimbada, típica de filmes americanos e que são repetidas por diversos escritores. Gosto muito de livros de época, dos séculos dezenove, dezoito, mas também são um pouco repetitivos. Esse NO RITMO DA PAIXÃO, li até o primeiro quarto do livro, olhei a capa a contracapa e pensava o que tem a história com o título. Li até o terceiro quarto, e tive o mesmo pensamento? Tive mesmo. Nas últimas folhas tive o mesmo pensamento, e ainda não entendi o porque desse título. Bom, essas histórias não são aquelas que mais procuro ler, mas a verdade verdadeira é que são elas que ficam no meu estômago por dias e dias. Fico imaginando a vida da Cassie, e de como ela enfrenta os problemas, como trata as pessoas. Sabe a minha conclusão? Vinte anos, trinta anos, sessenta anos, todos os anos de nossas nunca serão repetitivos e que todas as pessoas, em qualquer idade, são capazes de mudar e aceitar mudanças. Cassie vive de café, tequila e leituras incessantes, acho que era por isso que ela sobreviveu tanto. Por causa das leituras. Eu, quando eu leio um livro, sinto como se estivesse comendo um boa comida. Sindo sabor, meu estômago fica satisfeito, e fico o dia todo lembrando daquele bom prato de livro....
Olha a música que pensei ser a cara de CASSIE. kkkk